4 dicas para otimizar a análise de crédito

 em Dicas

Como melhorar o processo de análise de crédito sem aumentar os custos e o risco de inadimplência — eis a questão. Para quem atua no mercado financeiro e deseja dar maior agilidade à organização, é importante compreender, antes de mais nada, que um dos primeiros passos para a otimização das atividades é reduzir o índice de retrabalhos.

Para ser possível proceder e fazer com que a instituição continue prosperando, é preciso sistematizar as tarefas, centralizar as informações e diminuir o excesso de burocracias.

Pensando nisso, este artigo foi preparado para apresentar 4 dicas que vão otimizar a análise de crédito. Se você quiser ser reconhecido pela sua eficiência, continue essa leitura. Vamos lá!

1. Aperfeiçoe o processo de cadastro

Em primeiro lugar, aperfeiçoe o processo de cadastro. Nesse sentido, mais do que apenas dispor dos dados dos seus clientes, é necessário utilizá-los de forma estratégica.

Por essa razão, enriqueça os cadastros solicitando informações adicionais, pois são elas que o ajudarão a identificar o potencial de limite, contribuindo para a validação dos dados e para a melhora das tomadas de decisão no que se refere à concessão do crédito.

Vale ressaltar a importância de integrar os informes cadastrais; caso contrário, não conseguirá otimizar a análise de crédito — ao integrá-los você não perderá tempo com buscas intermináveis.

2. Avalie diferentes fontes de informação

Outra dica é avaliar diferentes fontes de informação. Somente uma única pode não ser o suficiente para a segurança do processo, por isso, diversifique.

Entenda que, com essa avaliação de fontes diversificadas, você conseguirá obter informações mais seguras e confiáveis acerca dos seus clientes. Ao selecioná-las, é interessante considerar os critérios com maior peso para a liberação do empréstimo.

Atualmente, as organizações possuem um histórico de operações no mercado. Em vista disso, boas fontes de informação são os fornecedores e prestadores de serviço. Mesmo que isso pareça algo um tanto quanto invasivo, vale a pena contatá-los para saber qual a reputação do cliente.

3. Automatize a avaliação de crédito

Se você deseja reduzir os custos e, ainda assim, aumentar a qualidade dos trabalhos, é simples: automatize a avaliação de crédito. Para isso ser possível, a melhor saída é utilizar um software construído para o mercado financeiro.

Esse tipo de ferramenta possibilita não apenas a automação, mas também a padronização dos processos, mantendo os mesmos critérios de avaliação para todos os colaboradores que atuam na análise de crédito.

Além disso, as automatizações reduzem o custo, os erros e retrabalhos, trazendo segurança e maior eficiência operacional.

4. Defina uma política de crédito que seja compatível com o perfil do cliente

Por último, mas não menos importante, defina uma política de crédito que seja compatível com o perfil do cliente. Ao cadastrar as suas informações, o software já lhe dirá se pode prosseguir ou não para a concessão do crédito.

É claro que há casos que deverão ser observados de modo diferente, no entanto, é essencial determinar previamente as regras do negócio.

Se você quer realmente otimizar a análise de crédito, comece por essas dicas, pois é certo que perceberá uma melhora dos trabalhos.

Gostou deste artigo? Então aproveite a visita e veja como automatizar os processos no setor financeiro!

 

 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

software de análise de risco
%d blogueiros gostam disto: