Saiba como fazer amostragem de solo e conheça as melhores práticas!

 em Dicas

Você sabe o que é e como fazer amostragem de solo? Primeiramente, esta é uma prática utilizada para a avaliação das características e condições do solo. É por meio dela que se identifica, por exemplo, um dos aspectos mais importantes da terra para o produtor rural: a fertilidade.

Como a amostragem de solo consiste em procedimentos técnicos de coleta e em análises realizadas laboratorialmente, ela não se limita a resultados, mas, também, fornece soluções para correção de problemas que podem ser detectados.

Portanto, não por acaso, estamos falando de uma operação crucial e determinante ao próprio investimento. Devido à tamanha importância inserida na amostragem, a adoção de melhores práticas de amostragem é um requisito básico para que se faça uma análise mais precisa.

A que recomendações estamos nos referindo exatamente? Eis que chegamos ao ponto central deste artigo: apresentaremos algumas práticas relevantes ao processo de amostragem do solo. Vamos a elas?

Amostragem de solo composta

Considerando o objetivo de se analisar a fertilidade, como fazer a amostragem de solo adequadamente? Em vez de adotar a amostra simples, que consiste na coleta de um pedaço pequeno (e aleatório) da terra homogênea, opta-se pela amostra composta.

Nesse caso, a amostra é composta por 8 a 10 subamostras, colhidas aleatoriamente no terreno, que são misturadas posteriormente. É recomendado fazer a demarcação dos pontos em zigue-zague, aproveitando, assim, a amplitude do terreno.

Outro detalhe que merece alerta: evite a coleta em locais com formigueiros, termiteiros etc., bem como glebas próximas a residências, brejos e trilhas. Isso pode comprometer a análise das amostras, alterando o resultado.

Amostragem de subsolo

Além da própria superfície, o subsolo é um item importante a ser analisado, pois nele pode estar presente o excesso de acidez, que prejudica o desenvolvimento das raízes e dos nutrientes. Cabe ressaltar o cuidado necessário para não se misturar a amostragem do subsolo com a da superfície.

Como o processo é executado? Utilizando-se um trado, preferencialmente, coleta-se a amostra numa profundidade de 20 a 40 centímetros. Isso é feito em 2 etapas: primeiramente, é coletada a amostra dentro dos primeiros 20 cm de profundidade; em seguida, o trado é aprofundado até que se chegue a 40 cm e, então, seja coletada a nova amostra.

Observação: quando realizadas múltiplas amostras, certifique-se de que o instrumento seja limpo entre cada coleta, evitando possíveis contaminações.

Amostragem em grade

A amostragem em grade é um método bastante utilizado para coleta do solo na agricultura de precisão. Ela se caracteriza pelo uso de GPS (global positioning system), mapeando os pontos de fertilidade da área, e pode ser aplicado a partir de 2 procedimentos.

O primeiro deles é a amostragem em grade por ponto, que trabalha com uma grade regular virtual gerada por meio de um SIG (sistema de informação geográfica) para, então, criar um ponto amostral. Com isso, a equipe utiliza as coordenadas como referência.

Outro procedimento em grade muito utilizado é a amostragem por célula. Nela, o território é dividido em subáreas nas quais são coletadas subamostras que, posteriormente, são homogeneizadas. Após o processo é gerada uma amostra correspondente a todo o terreno.

Amostragem direcionada

A amostragem direcionada é uma alternativa à amostragem em grade. O seu diferencial está na escolha dos pontos de amostragem, que são baseados em mapas (mapas de produtividade, índice de vegetação, tipo de solo etc.).

Evidentemente, como a amostragem direcionada utiliza informações preexistentes, ela requer histórico e base de dados relativos à área. Por isso, a prática é indicada a produtores rurais que dispõem de registros nos sistemas de produção.

Essas são algumas das melhores práticas disponíveis e que nos trazem uma noção de como fazer amostragem de solo adequadamente. O ideal é que elas sejam realizadas a cada 2 ou 3 anos e, em caso de solo com baixa fertilidade, a frequência deve ser aumentada.

No mais, vale frisar a exigência do procedimento por parte das instituições financeiras na comprovação da qualidade do solo a ser utilizado, tendo em vista acrescentar segurança ao financiamento.

Restaram dúvidas quanto à relação entre amostragem de solo e obtenção de crédito rural? Deixe a sua pergunta nos comentários!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

receita de uma empresabalanço hídrico
%d blogueiros gostam disto: