Como fazer análise de risco na concessão de crédito?

 em Crédito Rural

Realizar a análise de risco na concessão de crédito é imprescindível para que instituições financeiras mantenham a capacidade de efetuar empréstimos em alta e não comprometam a saúde econômica do negócio.

O desafio, nesse sentido, é criar processos rápidos que, ao mesmo tempo, indiquem com rigor e confiabilidade se o cliente possui capacidade de retornar o valor cedido. Como fazer isso?

Neste post, você vai entender a importância de efetuar a avaliação de risco antes de autorizar um empréstimo e aprender como é possível efetuar esse processo com muita segurança e agilidade por meio de tecnologia avançada. Vamos lá? Boa leitura!

Qual é a importância da análise de risco na concessão de crédito?

O que compreende a análise de risco de crédito e por que realizá-la é fundamental para o bom funcionamento de qualquer instituição financeira? O primeiro passo para termos a resposta a esse questionamento é saber que o pleno funcionamento de bancos e cooperativas de crédito, por exemplo, só acontece mediante esse rigoroso controle.

Como o nome sugere, a verificação do risco de crédito está ligada diretamente aos processos que avaliam a probabilidade de um consumidor deixar de pagar qualquer tipo de dívida que ele tenha contraído. Ou seja, a possibilidade de não ressarcimento está presente na quase totalidade das transações financeiras.

Nesse sentido, efetuar a análise de risco é a condição primária para estabelecer um relacionamento entre a instituição e o cooperado, associado ou cliente. Dessa forma, é preciso ter um sistema imune a falhas e que indique com rapidez e segurança a confiabilidade da transação.

Marcos Olair Kempf, coordenador da Carteira de Crédito da Central Cresol Baser, faz uma analogia para destacar a importância dessa operação. Para ele, a concessão de valores monetários funciona como o plantio de uma lavoura. Se a preparação da terra não for feita de maneira adequada, não haverá uma boa safra.

“A concessão de crédito segue a mesma lógica: se feito um empréstimo sem uma análise de forma correta, há grandes chances de não se receber esse valor de volta. Então, a análise é um pressuposto básico para a concessão do montante solicitado”, defende.

Como executar uma análise de risco?

Quanto mais tecnologia for envolvida na análise de risco, mais rápido será o processo e menor será a incidência de falhas. A Cresol — maior sistema de cooperativas de crédito rural solidário do Brasil —, por exemplo, efetuava a verificação de forma manual, revela Kempf.

Esse processo consistia em utilizar o cadastro socioeconômico e realizar consultas a diversos sites e outros meios de proteção ao crédito. Em seguida, as informações recolhidas eram encaminhadas a um comitê.

O grupo, formado por três pessoas, avaliava os documentos e decidia se o empréstimo seria concedido ou não. “Esse procedimento era concluído em um prazo bastante longo e gerava muito material impresso”, relembra Kempf.

A partir da automatização do sistema, o processo de análise de risco consiste em lançar o CPF do cooperado e as demais informações externas e internas (como o histórico de pagamento dentro da própria cooperativa) no sistema.

Ao reunir esses dados ao levantamento patrimonial, o sistema efetua a escoragem (análise estatística) e fornece um índice assertivo maior na liberação de crédito.

“Em suma, são utilizadas basicamente duas ferramentas: o que o sistema gera e o que é coletado no relacionamento com o cooperado e na trajetória de desenvolvimento patrimonial”, explica Kempf.

Como a análise de risco está relacionada à tecnologia?

A tecnologia tem sido amplamente utilizada para análise de crédito — e a tendência é de que essa prática se intensifique. Fintechs (startups focadas em serviços financeiros), por exemplo, já utilizam informações presentes em redes sociais para avaliar o potencial pagamento de seus clientes, como revela reportagem do site Exame.

Embora essa prática esteja bastante avançada no exterior, o Brasil já tem demonstrado que seguirá o mesmo caminho. Há uma grande quantidade de fontes de informações — big data, georreferenciamento, Watson-IA — que tornam a avaliação mais rica e assertiva.

No caso do sistema utilizado pela Cresol, Marcos Kempf ressalta que o risco de falhas por erros de cálculos não existe. “Ao incluirmos o CPF do cliente, uma série de indicadores embasam a análise. Caso o resultado indique que o cooperado é classificado como ‘de risco’, o empréstimo não é realizado”, diz.

O coordenador da Carteira de Crédito da Central Cresol Baser destaca ainda que “além de ser ágil, o sistema faz aquilo que for solicitado, sem meio termo, analisando e levando informações precisas para conclusão. O sistema não é influenciado por emoções, conhecimento ou grau de proximidade”.

Como o serviço da Softfocus pode ajudar a sua empresa?

Empresa consolidada no mercado, a Softfocus atua há 12 anos no desenvolvimento de soluções para Cooperativas de Crédito e, atualmente, passou a trabalhar também com Bancos Comerciais.

De acordo com Kempf, a Softfocus oferece os dados para serem incluídos no sistema que efetua a análise de crédito.

“A Softfocus entrega informações de histórico relacionadas com o tempo que o cooperado atua, histórico de pagamento, informações de produção via satélite e uma série de dados colhidos externamente e acrescentados no sistema para que ele faça análise”, explica.

Como podemos observar ao longo deste post, a análise de risco na concessão de crédito é fundamental para avaliar a capacidade de pagamento de clientes por parte das instituições financeiras. Nesse sentido, a tecnologia é uma aliada importante. Com o desenvolvimento da Internet, um volume gigantesco de informações está à disposição na rede e deve servir como subsídio para amparar a tomada de decisão.

Sistemas especializados conseguem reunir uma grande quantidade de informações e efetuar o cruzamento desses dados a fim de indicar o potencial de pagamento da dívida por quem está solicitando o empréstimo. Dessa forma, a análise de risco na concessão de crédito se torna mais ágil e segura.

Gostou da solução apresentada? Se você está à procura desse tipo de serviço, a Softfocus está preparada para atendê-lo e apresentar o produto que mais se encaixa à atividade realizada pela sua empresa. Entre em contato conosco e conheça nosso trabalho!

Powered by Rock Convert
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

%d blogueiros gostam disto: