Conheça o Pronaf e a importância dele para Agricultura Familiar

 em Crédito Rural

A agricultura familiar é a responsável pela maior parte dos alimentos que compõem a mesa dos brasileiros diariamente. De acordo com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, esse tipo de produção faz com que o país figure como o 8º maior produtor de alimentos do mundo e muito disso se deve ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

O programa surgiu há mais de 20 anos e conta com diferentes subprogramas destinados aos produtores rurais. Os recursos financiados pelo Pronaf podem ser usados não apenas pelos agricultores, mas também por pescadores artesanais, aquicultores, extrativistas, membros de comunidades quilombolas e silvicultores.

Abaixo, detalhamos um pouco mais sobre esse programa, fundamental para o fortalecimento da agricultura familiar no país!

Como funciona e quais os requisitos para o Pronaf?

De maneira geral, o Pronaf financia projetos individuais e coletivos de agricultores familiares. Seu principal atrativo são as taxas muito mais baixas do que as praticadas em outras modalidades de crédito rural. De acordo com a sua necessidade, seja para o investimento em infraestrutura ou para custeio da produção, o produtor pode solicitar o crédito, mas desde que esteja com o CPF regularizado e sem dívidas.

Entre alguns dos principais requisitos levados em consideração para a liberação do crédito, além do enquadramento na Lei 11.326 (direcionada à agricultura familiar), de 2006, podemos citar os seguintes:

  • residir na propriedade ou mesmo em local próximo;
  • no mínimo, 50% da renda familiar deve ser originada da agropecuária;
  • o trabalho familiar deve ser predominante no estabelecimento;
  • ter renda bruta familiar, nos últimos 12 meses, de até R$360 mil.

Como o Pronaf ajuda micro e pequenos produtores?

O Pronaf é considerado o crédito ideal para pequenos produtores não apenas por conta de suas taxas competitivas, mas também porque disponibiliza mais de 10 linhas de crédito para demandas específicas. São elas:

  • Pronaf Custeio;
  • Pronaf Mais Alimentos;
  • Pronaf Agroindústria;
  • Pronaf Agroecologia;
  • Pronaf Eco;
  • Pronaf Floresta;
  • Pronaf Semiárido;
  • Pronaf Mulher;
  • Pronaf Jovem;
  • Pronaf Custeio e Comercialização de Agroindústrias Familiares;
  • Pronaf Cota-Parte;
  • microcrédito rural.

Esses diferentes tipos de créditos são voltados para as mais diversas necessidades que podem surgir no trabalho rural. Entre elas, a modernização e melhorias na infraestrutura, investimento em produção agroecológica e orgânica, financiamento para que sejam aplicadas técnicas que possam causar menos impacto ambiental, crédito para mulheres, entre outras.

Qual é a importância da agricultura familiar?

O pequeno produtor rural ocupa um importante espaço na cadeia produtiva brasileira, ainda mais quando levamos em consideração que ele é o responsável pela maior parte dos alimentos consumidos diariamente.

Outro ponto que também não podemos esquecer é que o fortalecimento da agricultura familiar ajudou o país no “Mapa da Fome”, uma triste estatística criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) para demonstrar os países que ainda enfrentam problemas de insegurança alimentar.

Hoje, 84% dos produtores rurais do país se enquadram na classificação da agricultura familiar e estima-se que o número ainda deverá crescer nos próximos anos. E com a tendência de as pessoas procurarem mais por alimentos orgânicos e agroecológicos, o trabalho do pequeno produtor será ainda mais estimulado.

Se você gostou de conhecer essas informações sobre o Pronaf e agricultura familiar, aproveite para deixar seu comentário, inclusive, com sugestões para os próximos conteúdos! Vamos nessa?

Powered by Rock Convert
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

retrabalho na análise de créditoAssistência Técnica e Extensão Rural
%d blogueiros gostam disto: