Energias Renováveis nas Propriedades Rurais

 em Dicas

A cada ano que passa, mais opções inovadoras de energia renovável que visam levar soluções sustentáveis aos negócios surgem com a preocupação de prover a redução de impactos ambientais com alternativas economicamente viáveis.

Ao pensarmos essa situação no contexto do campo, o uso de energias renováveis é uma das inovações sustentáveis que mais crescem. Isso, pois, a dependência da eletricidade fornecida por companhias de energia, muitas vezes, além de elevar os custos da produção, deixa o produtor rural na mão quando ele mais precisa.

Além das questões econômicas, a produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis nas propriedades rurais é uma das possibilidades que estimulam a diminuição da demanda por energia suja no planeta.

Assim, essa tendência que atende as necessidades de um mundo cada vez mais preocupado em encontrar soluções que promovam sustentabilidade econômica aliada à responsabilidade ambiental contribui com a vida do homem do campo e com a sociedade em vários aspectos.

Por isso, hoje você explorará com a gente um pouco mais desse cenário tão relevante nos tempos atuais.

 

A IMPORTÂNCIA DE GERAR ENERGIA RENOVÁVEL NO CAMPO

Sustentabilidade Ambiental

Em primeiro lugar, é importante entender os impactos positivos no meio ambiente que a exploração de fontes renováveis para a geração de energia elétrica promove.

Destruição de ecossistemas, aquecimento global e emissão de poluentes são apenas alguns dos diversos reflexos causados pela geração de energia a partir de fontes não renováveis, a qual é responsável por um imenso impacto ambiental que prejudica, inclusive, os seres humanos.

É evidente que nem toda essa energia suja é transformada apenas em energia elétrica. A exploração do petróleo, por exemplo, embora também seja utilizada para gerar esse tipo de energia, possui outras aplicações energéticas, sendo que 50% delas estão relacionadas a combustíveis para o setor de transporte.

De todo modo, um estudo publicado no periódico científico Nature Communications aponta uma redução de 80% da poluição causada pela geração de energia até 2050 por conta da substituição das atuais fontes de energia por energia limpa.

Dessa maneira, as energias renováveis serão responsáveis por abastecer em 80% a demanda energética mundial, por isso, esse processo de “transição energética” já começa a ser uma realidade para diversos países.

No Brasil, somente nos últimos anos, os sistemas de geração de energia solar saltaram de 8,7 mil para 111 mil, revelando o enorme potencial para a expansão de energia com base em fontes renováveis.

Em vista disso, as propriedades rurais deverão cumprir um importante papel nessa transição, pois se beneficiam diretamente da energia renovável e contribuem de modo expressivo com esse movimento de preservação dos recursos naturais e redução da emissão de poluentes que causam o efeito estufa e provocam diversos problemas de saúde para a humanidade.

 

Sustentabilidade Econômica

Para além das questões ambientais, os produtores rurais que adotam sistemas de geração de energia renovável em suas propriedades percebem vantagens relevantes na produtividade, na agregação de valor ao cultivo, na redução de custos e na qualidade de vida.

 

Redução de custos

O uso de energia elétrica provinda de companhias de energia pode representar mais de 30% dos custos de produção, especialmente para aqueles que necessitam de muitos dispositivos para controle, como é o caso das granjas de frango.

Por isso, tendo a geração de energia a partir de fontes que não se esgotam em sua respectiva propriedade, o produtor rural reduz drasticamente o seu custo de produção. E a grande vantagem não é nem essa, pois, dependendo dos investimentos realizados e do consumo de energia elétrica na propriedade, os valores investidos se pagam em curto ou médio prazos.

Além disso, os excedentes da produção de energia elétrica podem tanto ser armazenados em baterias para uso futuro, quanto podem ser vendidos às próprias companhias de energia, invertendo a realidade de algo que custava para algo que passa a gerar renda.

 

Maior lucratividade

Ainda mais, com a redução nos custos da produção, a comercialização dos produtos passa a gerar maior margem sobre os produtos comercializados, tanto por custarem menos, quanto por ser possível maior volume de vendas, uma vez que as despesas com energia elétrica são consideradas como um insumo importante no preço final do produto.

Desse modo, se há margem para mexer no preço final do produto, a propriedade rural consegue praticar preços competitivos.

 

Aumento da produtividade

Com a redução de custos resultante da transição energética da propriedade, há maior possibilidade para que existam investimentos em aparatos tecnológicos que melhoram ainda mais a produtividade e dão melhores resultados.

Na agricultura de precisão, por exemplo, são diversas as possibilidades de integração de dispositivos aos sistemas de energia renovável. Uma dessas é a instalação de um sistema de comunicação automatizada que funciona por telemetria e possibilitam uma “leitura” rápida, segura e inteligente de toda a produção.

Além desse caso, há diversas outras aplicações tecnológicas que podem melhorar a vida do produtor rural que você pode conferir aqui.

 

Qualidade de vida  da energia renovável

Diferentemente de boa parte dos centros urbanos, o interior muitas vezes apresenta estruturas precárias de sistema elétrico ou, inclusive, a ausência desse sistema. Assim, não é incomum que uma chuva ou ventania faça com que as propriedades rurais fiquem sem energia por um longo período, o que pode causar grandes prejuízos à produção.

Por isso, a opção de produzir a sua própria energia traz ao produtor maior liberdade e segurança em relação ao abastecimento energético. Como resultado, o produtor acaba tendo maior qualidade de vida e maior autonomia, não sendo mais dependente de companhias de energia e de outras fontes não renováveis.

Além das nítidas vantagens elencadas, outro ponto importante a ser ressaltado é que existem linhas de crédito com taxas reduzidas para investimentos em energia renovável. Em um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica – ABSOLAR, foram identificadas mais de 70 opções de financiamento relacionadas à energia limpa, dentre esses, o Programa Agro Energia, do Banco do Brasil, e o Finame, do BNDES, além do Pronaf Bioenergia.

 

OPÇÕES DE ENERGIA RENOVÁVEL PARA PROPRIEDADES RURAIS

Agora que você já entendeu os benefícios que resultam da adoção de sistemas de energia renovável, é importante entender que há diversas alternativas disponíveis e, cada uma delas, fará mais ou menos sentido de acordo com a realidade de cada propriedade.

Confira as principais formas de produção de energia a partir de fontes renováveis:

  1. Micro e minicentrais hidrelétricas: geração de energia a partir de quedas d’água já existentes.
  2. Biogás: geração de energia a partir da queima ou da conversão de materiais orgânicos de origem animal ou vegetal (biomassa), inclusive esterco.
  3. Biocombustíveis: substituem o diesel de petróleo e também são produzidos a partir do processamento de biomassa animal ou vegetal.
  4. Energia solar: geração de energia a partir da captação da luz solar por painéis fotovoltaicos.
  5. Energia eólica: geração de energia elétrica a partir da força do vento.

 

Portanto, agora que você já sabe mais sobre o assunto, basta estudar que tipo de energia renovável está disponível para a sua propriedade e poderá ser mais eficiente. De todo modo, adotar qualquer um dos sistemas de energia limpa só trarão benefícios para a sua propriedade.

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

instituição financeira
%d blogueiros gostam disto: