Retrabalho na análise de crédito: 5 melhores dicas para prevenir

 em Crédito Rural

Atualmente, o que tem ajudado as empresas a combaterem de forma mais eficiente a inadimplência é a criação de uma política de crédito. Na prática, essa política funciona como um passo a passo que deve ser seguido, verificando determinadas informações antes de conceder ou não o benefício ao cliente. Dessa forma, as chances de retrabalho na análise de crédito são minimizadas.

Quando uma análise de crédito não é feita corretamente, a empresa não consegue identificar a capacidade de pagamento do cliente, por exemplo. O resultado pode ser um alto nível de inadimplência que compromete o desenvolvimento do negócio. Por outro lado, o cliente não quer perder tempo com processos e análises demoradas e sem eficiência. Por isso, investir em uma política de crédito é a melhor solução.

Abaixo, listamos algumas das principais práticas que poderão ajudar você a diminuir o retrabalho na análise de crédito. Confira!

1. Invista na criação de uma política de crédito

Independentemente do porte de uma empresa, se ela disponibiliza crédito aos clientes, é preciso contar também como uma política bem definida que estabeleça as regras para isso. Uma política de crédito envolve planejamento de estratégias, ferramentas para analisar o perfil de cada cliente, avaliação da situação do mercado e também um sistema de cobrança.

Ou seja, deve ser criado um setor específico na empresa para cuidar de todos esses procedimentos, que são fundamentais para conceder crédito aos clientes certos. Para isso, o primeiro passo é planejar os objetivos da empresa ao oferecer essa vantagem.

O crédito deve ser considerado uma ação estratégica para atrair clientes e movimentar as vendas. Assim, as metas precisam ser traçadas e constantemente avaliadas para garantir o sucesso e a eficiência do planejamento. É preciso também contar com a tecnologia e as ferramentas certas, pois elas permitirão realizar análises mais certeiras sobre o perfil de cada cliente.

Outro ponto que deve ser considerado antes de permitir um crédito é a situação do mercado — que pode mudar a cada dia. Há momentos em que o cenário é positivo, os clientes têm maior poder de compra e o mercado é favorável ao crédito. Porém, o contrário também pode acontecer. Por último, é preciso implantar na empresa um sistema de cobrança, que terá a função de recuperar o crédito concedido em casos de inadimplência.

2. Analise todos os riscos existentes

Uma prática muito conhecida no mercado, por conseguir traçar um perfil de cada cliente e avaliar os riscos, é a chamada 5 Cs do crédito. Ela determina que cinco características precisam ser avaliadas. São elas:

  • caráter: indica se o cliente tem ou não intenção de pagar pelo empréstimo contraído. Para avaliar essa métrica, podem ser verificados históricos de compras anteriores, se há alguma restrição em órgãos de proteção ao crédito e cheques protestados, por exemplo;
  • capacidade: nada mais é que, justamente, a capacidade financeira do cliente para pagar pelo crédito. Nessa etapa, é importante solicitar comprovantes de suas fontes financeiras, como holerites, extratos bancários que demostrem seus rendimentos, entre outros;
  • capital: demostra a saúde financeira do cliente e representa seu potencial frente ao crédito solicitado;
  • condições: são os fatores externos que podem influenciar a capacidade da empresa. Ou seja, é a análise do cenário econômico e empresarial do período;
  • coletivo ou colateral: são as garantias que o cliente oferece quando solicita um tipo de crédito. Não significa, necessariamente, que serão bens usados para o pagamento do crédito, mas representam seu patrimônio.

Tanto as instituições financeiras quanto as empresas que disponibilizam crédito costumam usar metodologias baseadas nos 5 Cs. Dessa forma, é possível fazer uma avaliação mais eficaz da situação de cada cliente, construindo transações mais seguras.

3. Conceda o crédito de acordo com cada cliente

Cada cliente tem um potencial financeiro e isso precisa ser levado em consideração quando há uma proposta de crédito. Isso significa que a empresa não pode conceder o mesmo limite para todos, é preciso identificar individualidades, a situação financeira e a capacidade que cada um tem de acordo com sua renda.

De forma geral, é indicado avaliar os rendimentos fixos — como os salários recebidos —, sendo que o cliente precisa apresentar um tipo de comprovação. Mas atenção quanto às dívidas já contraídas anteriormente, pois nada adianta ter um alto rendimento se boa parte dele já estiver comprometida com outras contas.

Por isso, é importante definir uma política de crédito baseada nos objetivos do negócio. Assim, os processos serão otimizados, os profissionais que precisarão lidar com o público estarão mais bem preparados e os clientes terão acesso ao melhor crédito para o seu bolso.

4. Automatize os processos de avaliação

A automatização facilita a execução de todos os processos e análises, deixando-os mais ágeis e ajudando a reduzir custos da empresa. Afinal, dessa forma os processos são muito mais eficientes do que um trabalho todo desenvolvido manualmente. Os principais benefícios de usar tecnologia para as avaliações de crédito são:

  • análises mais rápidas;
  • acesso a diferentes bases de dados;
  • avaliações mais assertivas e em menos tempo.

Não se esqueça também de usar um software que esteja de acordo com as necessidades da empresa. A dica é pesquisar as principais opções disponíveis no mercado e escolher aquela que melhor se enquadra em seu modelo de negócio.

5. Otimize o sistema de cobrança

Para que todos os processos estejam integrados, todas as etapas precisam ser otimizadas, desde a análise de crédito até os procedimentos de cobrança. As etapas precisam ser bem estruturadas, até mesmo para garantir que quem as executará faça tudo de acordo com o que foi planejado.

Os colaboradores envolvidos precisam estar cientes de tudo o que podem ou não podem aprovar, tendo a clareza necessária para a execução de seu trabalho. Isso resultará em mais eficiência, não apenas para a empresa, mas até mesmo para os clientes, que sentirão mais segurança ao fecharem negócio com a organização.

Se você gostou deste conteúdo sobre retrabalho na análise de crédito, aproveite também para baixar o ebook que já fizemos sobre os prazos do Proagro. Você terá acesso a dicas e informações práticas que ajudarão bastante a cumprir todos os requisitos em tempo hábil!

Powered by Rock Convert
Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

cooperativa de crédito na era digitalPronaf Agricultura Familiar
%d blogueiros gostam disto: