Saiba o que deve ser considerado para planejar uma nova safra

 em Agronegócio

Começar uma nova safra pode ser uma tarefa árdua, mas com a elaboração de um bom planejamento a situação pode ser favorável. Os créditos rurais, o clima e a produtividade do agronegócio são exemplos de iniciativas que contribuem para um crescimento estratégico que pode aumentar as chances de bons lucros em uma lavoura.

Também há o Plano Safra, que ajuda o empreendedor rural a ter um maior contato com empresas e clientes dispostos a colaborar com o agronegócio. No entanto, é necessário saber: quais ações devem ser tomadas para uma melhor produção rural?

Além de mostrar como essas ações podem ser executadas, este post também tem o objetivo de definir pontos cruciais para iniciar o segmento de uma safra e destacar a importância de uma melhor organização para a fase final do seu negócio. Confira!

Como planejar uma nova safra?

Um bom planejamento é necessário para que o agricultor direcione melhor os caminhos da sua safra. Com uma orientação segura e correta, o trabalhador rural terá mais chances de ter lucratividade e produtividade em sua colheita. Ao começar o planejamento agrícola, deve-se estar preparado para pensar em qual tipo de cultivo começar.

A soja é um dos produtos mais procurados na hora de se escolher um cultivo — tanto por sua qualidade como em porcentagem de plantio — e esse momento se enquadra no planejamento de curto prazo. Apesar disso, é importante estar preparado para uma segunda safra, que envolve o plantio de milho, aveia, trigo, arroz e demais grãos. Então, esse seria o planejamento de médio prazo. Já a longo prazo, o agricultor deve se preparar para as tendências do próximo ano.

Algumas práticas dentro de um planejamento de curto, médio e longo prazo merecem atenção na hora de realizar uma nova safra:

  • controlar custos fixos e variáveis;​
  • negociar antecipadamente a produção;
  • realizar compra de insumos;
  • avaliar o clima da região;
  • participar de feiras agrícolas e demais eventos;
  • escolher os fornecedores de insumo;
  • interagir com agricultores que obtiveram sucesso em seu negócio.

O produto que for escolhido para ser cultivado deve receber a devida atenção conforme seu planejamento. É essencial ter contato com fornecedores de confiança e que saibam o que deve ser feito na hora de acompanhar o processo da lavoura. Também é preciso ficar atualizado com as novidades tecnológicas e as novas maneiras de cultivar seus produtos.

Nesse sentido, existem alguns mandamentos que devem ser considerados na hora de pensar em um plano de produção coerente:

  • coletar e anotar dados do planejamento;​
  • embasar bem o planejamento agrícola;
  • direcionar seu planejamento — como, onde e quando?;
  • planejar o financiamento;
  • fazer o planejamento agrícola;
  • ser cuidadoso e monitorar os planos.

Como melhorar a produtividade agrícola?

Um dos grandes problemas que as produções agrícolas enfrentam refere-se aos danos causados pelas situações climáticas, como temperaturas altas ou escassez de chuvas. Mesmo assim, é possível investir em técnicas que melhoram as condições do agricultor:

  • investir na tecnologia; ​
  • contratar profissionais experientes na área;
  • buscar uma melhor qualidade do solo;
  • manter uma gestão eficiente.

Ao fazer um investimento tecnológico, o produtor acaba por ter maiores possibilidades de expansão e lucro. Com o uso de drones — acessórios que auxiliam na hora do trabalhador controlar sua lavoura e detectar se há anomalias dentro de sua área. Além desses dispositivos, o uso de programas voltados ao campo rural contribuem no mapeamento das terras, no controle de qualidade das máquinas, e assim por diante.

Além da tecnologia, a importância de ter profissionais experientes e confiáveis é fundamental para o produtor que, muitas vezes, é inexperiente. As abelhas que estão dentro do processo de apicultura — técnica para criar esses insetos — auxiliam na hora em que as plantas com polinização devem reproduzir.

Outra dica é a chamada agricultura de precisão, que trabalha com sensores e GPS inseridos nas máquinas da lavoura. A diminuição de fertilizantes se torna automática, já que a escolha do tipo de cultura que será usado, as variações do solo e o clima de uma área tornam-se mais simples por conta dessas tecnologias.

Ao fim, com uma boa gestão, é possível ter um planejamento mais equilibrado e fazer com que ocorra uma economia nas produções, ocasionando maiores lucros. Adicionar novas máquinas ao campo também é uma forma de melhorar a qualidade dos produtos.

Qual a importância da fase final de uma safra?

Para o produtor rural alcançar com êxito a fase de colheita, as condições do clima devem estar favoráveis, com tempo seco. Um bom exemplo de produto que reage bem a esse tempo é o café. A EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), que contribui com as estimativas que uma safra terá de lucro no ano vigente, assegura bons resultados para o calendário 2018 em relação à colheita de café.

No tempo de preparação para essa etapa, o trabalhador rural deve ter noção de quando sua semente for plantada. Com esse conhecimento, ele descobre, aproximadamente, em quantos dias por ano o seu produto vai chegar.

Ao colher os resultados obtidos de uma semente, o produtor pode usar a mesma área para que novas sementes sejam cultivadas no mesmo local. Uma plantação de beterrabas pode ser substituída após a colheita por uma plantação de batatas, por exemplo.

Diversificar os resultados faz com que o cliente tenha maior satisfação com a qualidade e a entrega do cultivador. Dentro do Brasil, encontram-se cooperativas agrícolas que enaltecem a força da colaboração entre agricultores que trabalham para atingir as metas do mercado. Construir locais de distribuição, comprar caminhões e aumentar a distribuição de produtos são algumas das alternativas utilizadas.

Portanto, as práticas que devem ser realizadas em uma nova safra e os cuidados com a colheita são contribuições que ajudam no desenvolvimento e lucratividade rural. Além disso, é importante conhecer alternativas de financiamento de créditos rurais como o Plano Safra, Pronamp, Inovagro, Pronaf e Moderagro. Cada um desses programas trabalha especificamente para um tipo de produtor e necessidades do mesmo.

Agora que você aprendeu como planejar e administrar sua safra, que tal acessar a página do projeto SoftFocus e conhecer outras alternativas financeiras para seu planejamento dar certo? Não perca tempo!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

produtividade na produção rural
%d blogueiros gostam disto: